Blog

42 looks pra te deixar morrendo de vontade de usar coturno

Ou como eu gosto chamar: 42 looks pra esfregar na cara da Sofia que coturno é versátil sim e eu posso escrever um post sobre isso.

Sábado chuvoso e com zero inspiração. Pergunto pra minha amiga se ela tem alguma ideia de post, falo que estava pensando em escrever sobre coturnos e eis que ela me fala “não, muito específico, eles não são tão versáteis”.

Opa opa opa. Challenge accepted.
Era a inspiração que eu precisava. Então vamos lá.

Já faz um tempo que os coturnos estão em alta e para muitas pessoas eles nunca saíram de moda, porém nos últimos tempos eles deixaram de fazer parte de um estilo específico e estão com tudo, bombando no Pinterest e Instagram.

Vou contar minha própria historinha com coturno depois de mostrar o quão versátil ele é e como pode ser utilizado em todas as estações do ano!

Começando pelo básico: looks com coturno + calça jeans

Comecemos então pelo look basicão: coturno + calça jeans. Ele vale pra qualquer estação do ano dependendo daquilo que você colocar (ou não) com ele.

Coturno + saia/vestido curto

Outro combo é coturno + perninhas de fora, que não necessariamente combina apenas com looks de verão, colocando uma meia calça ele vale pro ano todo!

Coturno + saia/vestido midi: nossa combinação preferida

E aquela combinação que não falha nunca: all black!

Coturno girl: Lari Cunegundes

Para finalizar as inspos e partirmos pra minha triste história com coturno segue fotos maravilhosas da Lari Cunegundes que sabe fazer lookinho com coturno como ninguém:

Agora que você tá super inspirada, vamos então pra parte triste do post.

Como eu falei, eu tenho minha própria história com coturnos. Não é uma história feliz. E nem uma que eu tenha orgulho.

Antes de vir pro intercâmbio eu estava totalmente obcecada em comprar um coturno e, quase nada influenciada pelas fotos acima, eu queria porque queria esse coturno Doctor Martens:

Acho que comentei com mais de dez pessoas que essa era A compra que eu iria fazer quando chegasse na Alemanha.

No meu primeiro final de semana em Berlim, comprei. No segundo, troquei.

Na pressa para ter o coturno que eu tanto queria acabei comprando um que ficou pequeno e ainda por cima, depois de pagar percebi que nem era o modelo que eu queria (comprei o tradicional e o que eu queria era esse da foto que tem uma plataforminha e é maiorzão).

Fiquei tentando usar durante a semana, mas ele simplesmente assassinava meu pé, no final eu já estava O D I A N D O o coitado do coturno, que não tinha nada a ver com a minha burrice.

Enfim, chegou o fim de semana, voltei pra Berlim e descobri que não dava para devolver, só trocar. Acabei trocando por um all star vermelho de cano alto que tenho usado direto, mas não precisava (é feio eu admitir que ele também ficou um pouco pequeno? Talvez eu seja um caso perdido) e uma mochila que eu precisava, mas jamais teria comprado uma cara daquela a troco de nada.

Moral da história: não seja idiota como eu, não fique cega quando for comprar o item que você sempre sonhou, tenha certeza que ele corresponde às suas expectativas quando finalmente encontrá-lo (ou às vezes só veja se cabe e se é, de fato, o modelo que você quer, já vai estar melhor do que eu).

São decisões irracionais e impulsivas como a que eu tomei que nos levam a consumir tanto e tão mal. Algo que venho tentando colocar em prática (claro que nem sempre consigo, mas seguimos devagar e sempre) é não levar nada na minha primeira ida até uma loja. Eu olho tudo, fico maluca, provo e vou pra casa (a moça do provador me olha muito feio quando devolvo todas as peças sem levar nada, mas fazer o quê), alguns minutos depois percebo que aquela peça que parecia essencial pro meu guarda-roupa, não era tão incrível assim.

Talvez essa seja uma dica boba pra quem já está mais avançada na escala do consumo consciente, mas se você ainda está dando baby steps como eu, quem sabe pode te ajudar! Além disso, a Vic fez um post com 5 passos para você descobrir o que realmente precisa comprar e não sair por aí gastando com peças desnecessárias.

Não sei se vou comprar um coturno novamente e nem se será um tão caro quanto Doctor Martens, mas tenho certeza que dá próxima vez vou garantir que é o modelo que eu gosto e que me serve.

Sei que a Sofia não vai admitir que estava errada, mas as imagens acima comprovam que os coturnos são sim versáteis e eu ganhei ha ha toma essa bjs.

Gostou desse conteúdo?

Então com certeza vocês vai gostar da nossa Newslleter quinzenal!

Lá rola desabafos, conversas e um montão de indicações de coisas legais!

Lojinhas para acompanhar

Olá terráquea, trago notícias inéditas. Pela primeira vez na história deste blog um post será sucinto, resumido e objetivo. Vocês nos pediram (algumas vezes já

Ler post completo »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close Bitnami banner
Bitnami